Sempre contra

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Sempre contra a maré,
Sempre contra o vento.
Quando escalo, a montanha sempre é mais alta.
No caminho tem flores,
Mas tem pedras também.
A briga de espadas entre a luz e a escuridão abala minha emoção,
Ofusca minha razão,
Corrói meu coração.
A luta entre o poder e a obediência, a aurora e o nascer do sol.
A cruz da vida e a sonolência do tempo,
Que insiste em derrubar o que o sentimento conspira para despedaçar
Florescer no deserto da alma que inunda de alegria o escuro.
Desmancha a corrente de paz que ecoa no desejo,
Do silêncio,
Do aconchego,
Da sanidade
E do desespero.

Juh Hunzicker

Juh Hunzicker

Outras publicações

Rolar para cima