Meu ventre

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Nas águas tumultuadas
Do meu ventre
Cresceu a criatura
Alienígena
Triste
Mansa
Pura e nua….

Era a POESIA
Querendo falar das suas dores
Das suas culpas
Afogando meus outros filhos
Descrentes
Deficientes
Escravos da loucura!!!

Ana Maria Barbosa Machado

Ana Maria Barbosa Machado

Outras publicações

Rolar para cima