Meiaboquismo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Nasci num bairro meia boca,
fruto de um amor meia boca
Estudei numa escola meia boca
Beijei avidamente a boca inteira
de um rapaz meia boca que fez
em mim três boquinhas
Descobri que o rapaz não tinha ¼
de boca e botei pra correr
com palavras desbocadas
Fui pra faculdade meia boca
pra por o boca no trombone
contra injustiça
Desanimei com leis de boca pra fora
no cala boca que deram em Dilma
Decidi que minha boca não seria
usada para babar por uma carteirinha
Agora escrevo textos meia boca
que deixam de existir na memória
do outro dia
Tudo é efêmero nesse tempo de líquido
escorrendo da boca dos boquetes com
som de funk putaria
Tem Dr vivendo de salário Uber meia boca, votando numa bocarra de esgoto,
em nome de uma tal família , que dizem as bocas miúdas, vivem como se trocassem seus valores o início pelo fim do aparelho digestivo.
E quando perguntam qual sistema de governo eu vivo, digo sem cerrar os lábios: eu vivo no meiaboquismo!

Amanda Helena

Amanda Helena

Outras publicações

Rolar para cima