A esperança no pôr do sol

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Do sertão que venho falar,
Vi muito sol quente por lá.
Chapéu de palha, calça e bota,
O sertanejo tinha que usar.

Vi o sertanejo perder gado,
Vi o sertanejo perder plantação.
Vi capinadeira e arado enferrujado,
Vi o sertanejo de coração na mão.

Vi gado comer mandacaru,
Vi o sertanejo desesperado.
Vi cacto murchar no sol,
Vi o sertanejo inconformado.

Vi o sertanejo se cansar,
Vi o sertanejo agradecer.
Vi o sertanejo que aqui nasceu,
Ouvir dizer que aqui quer morrer.

Vi o sertanejo se alegrar,
Vi o sertanejo com esperança.
Vi a flor do mandacaru brotar,
Vi no pôr do sol a mudança.

Eduardo Jesus

Eduardo Jesus

Outras publicações

Rolar para cima