O luto e os likes

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Muitas pessoas levam as redes sociais como diversão. Não estão erradas, porém algumas as usam para trabalho e o engajamento não flui se uma não estiver conectada com a outra. Ganhar um like faz, sim, diferença na proposta que está disposto a oferecer para seus seguidores. Nem todos entendem a importância.

Mas o que eu percebo e me deixa indignada é o post sobre um luto. Seja de um amigo, familiar ou seu pet querido. A diferença de likes e comentários é gigantesca. O que significa que sim, seus amigos estão vendo suas postagens rotineiras, mas não são todos que curtem ou comentam. Gostam de ver mas não ligam. São os famosos stalkers, te seguem quietos, observam sua vida e não gostam de serem vistos.

Mas basta postar algo triste que a chuva de likes vem com força, repleta de ventos e trovoadas. Mas nem todos são os famosos curiosos que estão ali para saber o que realmente aconteceu. Muitos estão verdadeiramente pesarosos por você.

Meu avô, na década de 50 antes de eu nascer, lia obituários no jornal. Era um hábito esquisito mas que permaneceu durante toda sua vida. Ainda não entendo o motivo, mas respeito. Afinal gosto é gosto.

Mas voltando as redes sociais, a observação que faço é que muitas vezes se tem uma quantidade de pessoas significativas em suas redes e que sabem tudo de você, mas não engajam. Algumas se sensibilizam com seu luto. Mas tem aquelas curiosas que só curtem por que a notícia é ruim. Fazer o que, faz parte.

Mas não deveria ser assim. Curtir um post de um amigo, ajuda-lo compartilhando seu projeto, seus sonhos, é fácil! Bora tentar! Ele vai ficar feliz com sua participação em seu engajamento. Esqueça as notícias ruins, e viva as coisas boas. Engaje o perfil do teu amigo. E ele retribuirá com vários likes.

Um rímel, um café e um textão é a coluna semanal de Juh Hunzicker

Outras publicações

Rolar para cima